Livro escolar está venda no mercado negro

O mercado informal na cidade de Quelimane já regista a comercialização de materiais escolares definidos pelo Estado para distribuição gratuita.

A Reportagem do Diário da Zambézia, deslocou esta quinta-feira (04) a várias ruas da cidade bem como alguns mercados onde funciona uma rede informal de venda do livro escolar de distribuição gratuita e confirmou que os mesmos continuam a ser vendidos.

No entanto, este é um cenário que se repete regularmente no princípio de todos os anos lectivos em Quelimane. Os mais afectados com os desvios são os alunos que se vêem obrigados a estudar sem o devido material de apoio, situação que dificulta ainda mais o processo de aprendizagem.

Os livros de língua portuguesa e matemática são os que mais aparecem nas bancadas, ao preço de 50 a 75 meticais.

Ver detalhes na edição electrónica.

Posted by on Maio 4, 2017. Filed under Quelimane, Sociedade. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response or trackback to this entry

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

FOOTER - RIGHT