Membro da Renamo morto em Mugeba

Um membro da Renamo foi morto na manhã desta segunda-feira no Posto Administrativo de Mugeba, distrito de Mocuba na Zambézia, por motivos e indivíduos até aqui desconhecidos.

O membro cujo nome não no foi revelado, foi morto por pessoas que se fazia numa viatura onde um dos assassinos desceu da viatura cujo a marca e matricula também não foi vista, onde tirou uma arma e com ela tirou a vida ao membro da Renamo.

Falando ao Diário da Zambézia, o delegado da Renamo na Zambézia, Abdala Ossifo, confirmou a ocorrência tendo atribuído aos famosos esquadrões da morte que segundo ele, tem objectivos de acabarem com os membros do seu partido.

Segundo disse o delegado provincial desta que até ao momento constitui a maior força da oposição com mais assentos na Assembleia da República, o sucedido deu-se por volta das 8horas quando a vítima encontrava-se no mercado local que fica próximo ao posto policial de Mugeba, quando de repente apareceram indivíduos usando uma arma de fogo atiraram contra seu membro.

Sem muitos argumentos, Ossifo lamentou o facto e explicou que a situação não é nova, tendo acrescentado que não há tendências de se vingar deste acto embora tenha a mínima noção de quem pode ter feito isto ao seu membro.

PRM confirma, mas distancia-se de questões políticas

Entretanto, falando ao Diário da Zambézia, o Comandante distrital da Polícia da República de Moçambique daquele ponto da província Filipe Gulele, confirmou o acto e segundo suas palavras, tratou-se de um acto de homicídio voluntário qualificado contra um cidadão nacional, perpetrado por indivíduos até aqui a monte.

De acordo com o Comandante, tomando o conhecimento do assunto, a polícia foi ao local e tomou todas as providências possíveis e neste momento decorrem investigações, visando a descoberta dos criminosos que colocaram fim da vida do membro o cidadão, no qual o comandante distanciou-se das motivações políticas.

Refira-se que este é o segundo membro da Renamo a ser morto à luz do dia em menos de um mês em Mocuba.

Posted by on Novembro 15, 2016. Filed under Mocuba, Política. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response or trackback to this entry

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

FOOTER - RIGHT