Milange: Alunos recebem aulas à luz de velas

O problema do défice no fornecimento de energia eléctrica na vila municipal e fronteiriça de Milange na Zambézia para além de afectar negativamente a área da Indústria e Comércio, as instituições públicas também ressentem-se do problema e o sector de Educação é um deles.

Falando numa entrevista que concedeu ao Diário da Zambézia Momed Ibraimo, Porta-voz da direcção provincial de Educação e Desenvolvimento Humano na Zambézia, disse que o problema não é novo e agora está de mal a pior e faz com que o curso nocturno seja o mais afectado.

Por outra, os alunos são obrigados a levar velas e candeeiros a petróleo para puderem assistir as aulas. Momed disse ainda que o facto dos alunos levarem consigo velas a escola revela vontade dos mesmos em quererem estudar, porque há pessoas com todas as condições que não querem estudar.

Ibraimo disse que, para além desta via, ou seja, o uso de velas nas salas de aulas uma das formas que foi encontrada para garantir que o aproveitamento pedagógico seja dos melhores e também para colmatar a situação, a fonte explicou que aos sábados e domingos tem se lecionado como forma de recuperar as aulas perdidas pelos alunos do curso nocturno.

Posted by on Outubro 20, 2016. Filed under Milange, Sociedade. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response or trackback to this entry

One Response to Milange: Alunos recebem aulas à luz de velas

  1. Milange, terra que produz grandes homens sempre no esquecimento!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

FOOTER - RIGHT