Padre acusado de tomar banho na igreja

Um Padre da igreja católica no distrito fronteiriço de Milange na Zambézia é acusado de ter praticado actos de bruxaria.

O suposto acto segundo contaram alguns crentes da igreja católica em Milange e que pediram anonimato, envolve um padre de nome Hugo e terá acontecido recentemente em plena igreja quando o tal padre, sem se saber quais foram as motivações levou um fulano vestido de calcões para o interior da igreja e fora da hora.

Atentos, alguns crentes foram seguindo as pegadas e foram os guardas que despoletaram o caso.

Aliás, alguns destes crentes, explicaram que houve também um “bang-bang” na residência onde vive(m) o(s) padre(s), por alegadamente estarem a surgir fenómenos jamais vistos como aparecimentos de cobras, sapos e outros repteis, sem que se saiba quem é o promotor disso.

Padre nega tudo

Entretanto, esta terça-feira(6), por volta das 9:20h, telefonicamente falamos com o Padre Hugo, por sinal este que é acusado de estar envolvido em casos que violam os princípios da igreja.

Abordado o assunto, o padre agradeceu o gesto do Diário da Zambézia ter ligado para ele para em seguida explicar que tudo isso que está sendo falado a seu respeito não constitui verdade.

Numa chamada de aproximadamente 6 minutos, o padre negou categoricamente, alegando que são pessoas com intenções anormais que fazem de tudo para denigrirem a sua imagem, dai que “eu não tenho nada a falar tudo isso é falso”, explicou o padre.

Posted by on Dezembro 9, 2016. Filed under Milange. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response or trackback to this entry

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

FOOTER - RIGHT