Eng. Civis graduados na A Politécnica tem diplomas mas sem actividades

Os Engenheiros de Construção Civil graduados pela Universidade A Politécnica, extensão de Quelimane, estão vedados de assinar qualquer projecto de construção civil, porque os seus Certificados não são foram ainda reconhecidos pelo órgão competente para o efeito, neste caso, a Comissão Nacional de Certificação de Qualidade(CNAQ), tutelado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Ensino Superior, Técnico e Profissional.

Em EXCLUSIVO, o Diário da Zambézia sabe que são seis estudantes graduados no ano passado, mas de lá para cá, e após várias tentativas junto da Ordem dos Engenheiros de Moçambique(OrdEM) no sentido de serem aceites como profissionais qualificados, este órgão rejeitou o pedido sustentando que o curso de engenharia civil ministrado pela A Politécnica em Quelimane não é reconhecido pelo governo moçambicano.

Esta é mais uma batata quente, porque não se percebe como é que o governo deixou que um curso como este fosse ministrado numa Universidade tida como de renome, mas que no fim, há esta “nega” no reconhecimento. E os pais dos estudantes já tem outros planos.

Ver detalhes na edição electrónica.

Partilhe nas Redes Sociais

Submit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn