UCM-Quelimane coloca mão-de-obra no mercado

A Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da Universidade Católica de Moçambique, delegação de Quelimane na Zambézia, coloca a partir deste sábado(2), perto de 500 estudantes de entre licenciados e mestres que frequentaram vários cursos naquela faculdade.

Desde número, 171 graduados foram formados pelos Centros de Ensino à Distância, enquanto que 348 são da Faculdade de Ciências Políticas e Sociais em Quelimane.

Um documento que temos acesso, indica que estes grupo de graduados, constam licenciados em Administração e Gestão de Empresas, Administração e Gestão Hospitalar, Administração Pública e também Mestres de vários ramos. Um dado importante é que destes graduados todos sobretudo os licenciados, 104 são do sexo masculino enquanto que 113 são do sexo feminino, No Mestrado, dos 127 graduados deste sábado, 81 são do sexo masculino e 50 do sexo feminino.

Festa na escola 25 de Setembro termina com esfaqueamento

Um estudante da Escola Secundária-geral 25 de Setembro em Quelimane, feriu gravemente o seu colega por motivos tidos como passionais, durante um convívio de confraternização de duas turmas da 10ª classe.

O acto terá acontecido na madrugada do último sábado(25) e informações em poder do Diário da Zambézia, indicam que o agressor que responde pelo nome de Miguel Luís, de 18 anos de idade, terá desferido golpes com recursos à uma garrafa ao seu colega de nome Diego Brito Mundeia, de 15 anos, tendo criando ferimentos no peito e que para sua cura, segundo as recomendações médica são necessários pelo menos 15 dias.

Ver todos detalhes na edição impressa já disponível

Diário da Zambézia: Treze anos dando voz ao povo

Foi precisamente no dia 25 de Setembro de 2005 que um grupo de jovens decidiu criar uma plataforma com objectivos claramente definidos. Colocar a Zambézia no mapa do país e do mundo, mostrar o que a província tem de bom e do melhor e fazer com que os recursos existentes não sejam dilapidados sem o beneficio dos zambezianos. Estes todos objectivos foram alcançados com sucesso, graças a entrega e abnegação de todos.

O tempo foi passando e com ele, muitos destes jovens foram abraçando outras causas, porque afinal a vida é assim. Mas mesmo assim, o projecto não parou, com coragem e determinação, os mais arrojados pegaram-no e levaram avante.

Passados 13 anos, eis que hoje, o Diário da Zambézia é um verdade canal onde o povo pode encontrar e deixar suas opiniões. O nosso compromisso continua o mesmo, fazer do DZ a voz do povo.

Por isso, neste dia de festa, vai um grande abraço a todos colaboradores directos e indirectos que não tem medido esforços para o crescimento deste que é tido como o jornal do povo. Continuamos firmes nos nossos objectivos, sabemos das dificuldades que passamos, mas é preciso vencer estes obstáculos todos.

A Luta Continua.

Vencedora do prémio da Vodacom sofre ameaças

A vencedora do prémio da Vodacom denominado “Só Pra Ti” está sofrer ameaças de pessoas estranhas que à todo custo pretendem levar o valor de 500 mil meticais que ganhou.

Conforme soube o Diário da Zambézia através da própria visada, na última sexta-feira, logo após ela ter sido declarada vencedora, a meio da noite, cerca de seis homens foram a sua residência ameaçando-lhe de morte caso ela não entregasse o valor ganho e também o telemóvel. Apreensiva, a vítima disse que nunca mais apanhou sono, porque os amigos do alheio ainda teimavam em pedir dinheiro.

Neste momento, a fonte disse estar a viver com medo, porque não sabe das reais intenções, visto que ela não tem dinheiro.