Incêndio no Porto de Quelimane: Houve ignorância de normas à bordo

Um relatório que o Diário da Zambézia teve acesso em EXCLUSIVO avança que a causa principal que provocou aquele incêndio foi o não cumprimento e desconhecimento das regras elementares de segurança à bordo, pode-se ler no documento. Aliás, de acordo com a Comissão de Inquérito, no que tange aos factores humanos, não foram relatados problemas de relacionamento nem de consumo de drogas, álcool ou medicamentos entre os tripulantes.

Também, segundo o mesmo documento, não foram observadas dificuldades de comunicação ou de interpretação de manuais de operação ou placas de instruções referentes à operação dos equipamentos de bordo, pois todos empregam o português como idioma de trabalho.

Ver detalhes na edição impressa

Partilhe nas Redes Sociais

Submit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn